Japão quer bons laços com a China e "comportamento responsável", diz novo chanceler

·1 min de leitura
Novo chanceler do Japão, Yoshimasa Hayashi

Por Kiyoshi Takenaka

TÓQUIO (Reuters) - O novo ministro das Relações Exteriores do Japão disse nesta quinta-feira que é importante formar laços construtivos e estáveis com a China, mas pediu um comportamento responsável do vizinho.

Forte aliado dos Estados Unidos, o Japão tem sido mais explícito no questionamento da assertividade chinesa recentemente em questões como o disputado Mar do Sul da China e a autoadministrada Taiwan, que a China reivindica como seu território.

Ao mesmo tempo, o partido governista do Japão planeja rever sua postura de defesa em meio ao fortalecimento militar chinês e almeja ampliar acentuadamente seus gastos defensivos.

Em sua primeira coletiva de imprensa como chanceler, Yoshimasa Hayashi enfatizou a importância de relações construtivas e estáveis com a China.

"Os laços entre Japão e China são cada vez mais importantes, não somente para nossos dois países, mas para a paz e a prosperidade da região e da comunidade internacional", disse Hayashi.

"Precisamos ser assertivos e pedir um comportamento responsável, e ao mesmo tempo manter o diálogo e cooperar firmemente em desafios compartilhados", afirmou.

Ele não detalhou o que quis dizer como "comportamento responsável".

Os laços bilaterais estão tensionados há anos devido a uma disputa territorial por um grupo de ilhotas do Mar do Leste da China e ao passado de agressão militar do Japão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos