Japão surpreende e bate Alemanha de virada com gols no final

Jogadores da seleção do Japão comemoram vitória sobre a Alemanha na estreia da Copa do Mundo do Catar

Por Mitch Phillips

DOHA (Reuters) - Gols dos reservas Ritsu Doan e Takuma Asano nos últimos 15 minutos da partida deram ao Japão uma vitória surpreendente por 2 x 1 sobre a tetracampeã mundial Alemanha na estreia das duas equipes no Grupo E da Copa do Mundo nesta quarta-feira.

A derrota foi a terceira consecutiva da Alemanha numa partida de estreia em campeonato importante, após derrota para o México na Copa do Mundo de 2018, quando foi eliminada na primeira fase como a então campeã, e para a França na Euro 2020.

Os alemães dominaram a disputa no Khalifa International Stadium e abriram o placar com um pênalti aos 33 minutos de Ilkay Guendogan, depois que o goleiro japonês Shuichi Gonda fez falta em David Raum.

Mas o segundo gol nunca veio, e as tentativas do Japão no meio-campo alemão tornaram-se cada vez mais frequentes, culminando com o empate de Doan e uma finalização brilhante de Asano oito minutos depois.

"Queríamos começar jogando agressivamente, queríamos dominar o jogo", disse o técnico do Japão, Hajime Moriyasu, cujas mudanças no segundo tempo mudaram todo o ritmo da partida. "Mas a Alemanha é muito forte, então precisávamos nos defender com persistência e concretizar nossas chances."

"É uma grande surpresa. Vimos a vitória saudita sobre a Argentina - os países asiáticos estão alcançando o padrão global."

Foi uma reviravolta que parecia improvável, já que o Japão sofreu para se firmar durante a maior parte do jogo disputado em meio à ameaça de sanções da Fifa se o capitão alemão Manuel Neuer usasse uma braçadeira "OneLove".

Em resposta ao ato de protesto ter sido barrado, o time alemão cobriu a boca em um gesto de "silêncio" para a foto da equipe.

Depois da virada, a Alemanha lançou um ataque total, sem sucesso, e agora enfrenta um jogo potencialmente decisivo contra a Espanha.

"Fizemos um bom jogo por longos períodos de tempo, mas um jogo também é marcado pelas chances que você converte em gols", disse o atacante alemão Thomas Mueller depois que seu time teve 76,8% de posse de bola. "É ridículo estarmos aqui com uma derrota."

O Japão enfrentará a Costa Rica no próximo jogo e, pelo segundo torneio consecutivo, sonha com as oitavas de final - pelo menos.