Japan Display anuncia 3.740 demissões

O presidente da empresa, Nobuhiro Higashiiriki, participa de entrevista coletiva em Tóquio

O grupo Japan Display, especializado em telas LCD para smartphones e tablets, anunciou nesta quarta-feira o corte de 3.740 postos de trabalho, 3.500 deles no exterior e 240 no Japão.

O número representa quase 30% dos funcionários no mundo.

A empresa, criada há cinco anos, após a fusão das divisões de LCD da Sony, Hitachi e Toshiba, passa por uma grande dificuldade com o forte crescimento das telas com tecnologia OLED.

A Japan Display enfrenta ainda uma concorrência intensa de empresas de outros países asiáticos.