Japonês de 112 anos é reconhecido homem mais velho do mundo

Foto da agência japonesa Jiji Press de 12 de fevereiro de 2020 mostra Chitetsu Watanabe, de 112 anos, ao receber o título de homem mais velho do mundo

Um japonês de 112 anos foi coroado como o homem mais velho do mundo pelo Guinness, livro dos recordes, e sua fórmula para chegar a essa idade é sorrir.

Chitetsu Watanabe, que nasceu em 5 de março de 1907 em Niigata, norte de Tóquio, recebeu o título em sua casa, anunciou o Guinness.

O dono anterior do título era Masazo Nonaka, também japonês, que faleceu no mês passado, aos 112 anos e 266 dias.

Watanabe, casado e com cinco filhos, garantiu que o segredo para a longevidade é "não se entediar e manter o sorriso" e confessou um pecado: é apaixonado por doces - embora eles não pareçam provocar nenhum dano à sua saúde.

O ser humano vivo mais velho é a japonesa Kane Tanaka, mulher de 117 anos.

O Japão conta com uma das maiores expectativas de vida do mundo, e não por acaso é o lar de várias das pessoas reconhecidas como as mais longevas do planeta - entre elas, Jiroemon Kimura, que morreu pouco depois de completar 116 anos, em junho de 2013.

Contudo, a pessoa mais velha já registrada é a francesa Jeanne Louise Calment, que morreu em 1997 aos 122 anos, segundo o Guinness.