Jared Kushner planeja livro sobre Casa Branca de Trump e Acordos de Abraão

Steve Holland
·1 minuto de leitura
Jared Kushner no Marrocos

Por Steve Holland

WASHINGTON (Reuters) - Jared Kushner, que foi conselheiro sênior do então presidente norte-americano Donald Trump, pretende escrever um livro sobre suas experiências na Casa Branca, incluindo seu papel na negociação dos acordos de normalização entre Israel e países árabes, disse uma fonte a par de seus planos nesta quarta-feira.

O livro se concentrará muito no Oriente Médio e nos pactos israelenses que ele ajudou a negociar com os Emirados Árabes Unidos, Barein, Sudão e Marrocos, conhecidos coletivamente como os Acordos de Abraão, disse a fonte.

Ele também falará de reforma do sistema prisional, acordos comerciais, o relacionamento dos Estados Unidos com a China, a reação norte-americana à pandemia de coronavírus, o inquérito sobre a interferência russa na eleição de 2016, o drama do impeachment de Trump, a crise na fronteira e acontecimentos ligados à morte de George Floyd sob custódia policial, segundo a fonte.

Kushner "não está tentando acertar contas, mas antes fornecer um contexto histórico e ajudar os leitores a entenderem como era trabalhar na Casa Branca de Trump", afirmou a fonte.

"Será uma perspectiva interessante de alguém que tinha um portfólio abrangente, estava na sala durante muitos dos momentos mais tensos e consequentes, mas manteve um perfil público bastante discreto, permanecendo nos bastidores e concedendo acesso limitado à mídia".

Kushner, de 40 anos, e sua esposa, Ivanka, filha de Trump, mudaram-se para Miami após sua passagem por Washington.