JBS acredita que ciberataque provavelmente veio da Rússia

A filial americana da gigante brasileira de processamento de carne JBS alertou que o ciberataque com exigência de resgate, que a empresa sofre desde domingo, veio de uma 'organização criminosa provavelmente com sede na Rússia'. A informação foi repassada nesta terça-feira por uma porta-voz da Casa Branca, que afirmou ter oferecido ajuda e está em contato com dirigentes da empresa.