Jean Wyllys recebeu convite para ser ministro da educação em eventual governo Haddad? Falso

Charles Sholl/Futura Press

Circula nas redes sociais a informação de que o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) teria aceitado o convite de Fernando Haddad, candidato à Presidência pelo PT, para ser ministro da Educação em um eventual governo. No entanto, isso é falso.

A imagem imita uma reportagem do portal G1 e leva o nome de um ex-repórter do veículo Bernardo Caram, que trabalha na Folha de S.Paulo desde março deste ano.

Além disso, afirma que nomes da presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, da ex-presidente Dilma Rousseff, candidata ao Senado, Ciro Gomes (PDT), adversário de Haddad na disputa pelo Palácio do Planalto, e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba desde abril deste ano, estariam na lista para compor os ministérios.

A assessoria de Jean Wyllys negou que o convite tenha acontecido. Segundo assessoria de Haddad, a especulação não é verdadeira. “Ainda estamos em disputa e não tem nenhuma definição para eventuais ministros”, disse.