Jeff Bezos posta foto comendo sanduíche do McDonald's para relembrar 1º emprego

O executivo começou a trabalhar na rede de fast food nos anos 1980, quando tinha 16 anos (Photo by Rodin Eckenroth/WireImage)
O executivo começou a trabalhar na rede de fast food nos anos 1980, quando tinha 16 anos (Photo by Rodin Eckenroth/WireImage)
  • Fundador da Amazon postou foto comendo no Mc Donald's

  • Jeff Bezos foi funcionário da rede de fast food nos anos 1980

  • Em um livro, o executivo elogiou o ex-chefe e os ensinamentos que aprendeu

Jeff Bezos, o segundo homem mais rico do mundo, com uma fortuna estimada de US$ 154 bilhões, postou no último domingo (28) uma foto em que mostra que segue desfrutando os pequenos prazeres da vida.

Na imagem publicada em seu Twitter, o fundador da Amazon aparece comendo um hambúrguer do McDonald's, a rede de fast-food que lhe deu seu primeiro emprego. "Meu primeiro emprego. E ainda o mesmo ótimo hambúrguer. Feliz domingo!", escreveu.

O executivo começou a trabalhar na rede de fast food nos anos 1980, quando tinha 16 anos. "Eu era um churrasqueiro e nunca trabalhei nas caixas registradoras. A coisa mais desafiadora era manter tudo funcionando no ritmo certo durante uma corrida", declarou ele no livro "Golden Opportunity: Remarkable Careers That Began at McDonald's", de Cody Teets.

Para Cody Teets, Bezos detalhou os ensinamentos que recebeu e fez elogios ao ex-chefe. "O gerente do meu McDonald's era excelente. Ele tinha muitos adolescentes trabalhando para ele e nos mantinha concentrados mesmo enquanto nos divertíamos".

Excentricidades

Fundador da Amazon, Jeff Bezos é um dos homens mais ricos do mundo. O empresário investe em companhias como a empresa de exploração espacial Blue Origin e o jornal The Washington Post.

Além de ser proprietário de pelo menos cinco mansões espalhadas pelos EUA, o bilionário tem vários apartamentos no edifício histórico Century, em Manhattan. Outra propriedade famosa adquirida pelo empresário é um rancho em Van Horn, no Texas, que serve como base de lançamentos para os foguetes da a Blue Origin.

Uma das excentricidades de Bezos é a escolha comer polvo no café da manhã, de acordo com Matt Rutledge, fundador da startup Woot.

Outro gasto incomum foi o investimento de US$ 500 milhões (R$ 257 milhões) na construção de um megaiate de luxo. Na época, o projeto causou polêmica após a cidade de Roterdã, na Holanda, dizer que iria remover uma ponte histórica para permitir a passagem da embarcação. Um tempo depois, o governo revogou a decisão.

O empresário ainda construiu um gigantesco relógio mecânico de 10 mil anos no subsolo no oeste do Texas. Ele afirmou que o objetivo da empreitada é criar um "símbolo para o pensamento do futuro da humanidade".

No campo das viagens espaciais, além da Blue Origin, o dono da Amazon já financiou uma expedição para recuperar um dos motores de foguete da missão Apollo 12 em 2013 que estava no fundo do Oceano.