Jennifer Siebel Newsom, esposa do governador da Califórnia, é pedida para fingir orgasmo em julgamento de Harvey Weinstein

Jennifer Siebel Newsom — esposa do governador da Califórnia, Gavin Newsom — ficou visivelmente chocada quando foi solicitada a recriar como ela fingiu um orgasmo enquanto prestava depoimento durante o julgamento do ex-produtor de Hollywood Harvey Weinstein.

A primeira-dama da Califórnia hesitou quando o advogado de defesa Mark Werksman perguntou como ela “indicou seu prazer” durante o incidente de 2005 no hotel Peninsula, em Beverly Hills, onde ela afirma que Weinstein a estuprou.

Siebel Newsom, visivelmente irritada, retrucou: "Eu não vou fazer isso."

Ela já havia testemunhado na segunda-feira sobre como seu encontro com Weinstein deveria ser uma reunião de negócios, mas rapidamente se transformou em outra coisa quando Weinstein trocou o terno por um roupão, passando a “manipulá-la” e “ameaçá-la”.

Ela disse que Weinstein penetrou suas partes íntimas com os dedos e, em seguida, seu pênis "deformado". Ela também testemunhou que fez "ruídos de prazer" depois de colocar a mão no pênis de Weinstein para incentivá-lo a ejacular.