Jerônimo cresce 12 pontos e reduz margem de ACM Neto na Bahia, diz Datafolha

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 06.10.2021 - ACM Neto, candidato ao Governo da Bahia. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 06.10.2021 - ACM Neto, candidato ao Governo da Bahia. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - O candidato ACM Neto (União Brasil) segue na liderança na corrida pelo Governo da Bahia, mas o seu principal opositor, Jerônimo Rodrigues (PT), cresceu 12 pontos percentuais e reduziu a diferença entre os dois, aponta pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (14).

Na pesquisa estimulada, em que são mostrados os nomes dos candidatos, o ex-prefeito de Salvador tem 49% das intenções de voto contra 28% do Jerônimo Rodrigues (PT), candidato apoiado por Lula (PT). Candidato apoiado por Jair Bolsonaro (PL), João Roma (PL) tem 7%.

Os candidatos a governador Kleber Rosa (PSOL), Giovani Damico (PCB) e Marcelo Millet (PCO) marcaram 1% cada um. Brancos e nulos somam 6% dos eleitores, enquanto 10% dizem estar indecisos em relação à sucessão estadual.

Em comparação com a pesquisa anterior, divulgada em 24 de agosto, ACM Neto caiu cinco pontos percentuais: tinha 54% e agora tem 49%. Jerônimo, por sua vez, subiu de 16% para 28%. Roma tinha 8% e agora tem 7%.

O levantamento, contratado pela rádio Metrópole, da Bahia, foi realizado de segunda (12) a quarta-feira (14) e entrevistou 1.212 eleitores. Ele está registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BA-05325/2022. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Levando em conta apenas os votos válidos, ACM Neto chega a 57% das intenções de voto contra 33% de Jerônimo, 8% de João Roma. Kleber Rosa, Giovani Damico e Marcelo Millet marcaram 1% cada um. Neste cenário, ACM Neto venceria no primeiro turno.

Na pesquisa espontânea, na qual os nomes dos candidatos não são apresentados, ACM Neto marcou 34% contra 18% de Jerônimo e 4% de João Roma. Os demais candidatos não pontuaram. Outros 7% deram outras respostas, 4% disseram votar em branco ou nulo e 33% disseram não saber em quem vão votar.

No levantamento anterior, ACM Neto tinha 27%, Jerônimo tenha 7% e João Roma marcou 2%.

A simulação de segundo turno testou um único cenário de disputa, entre ACM Neto e Jerônimo Rodrigues. Na pesquisa estimulada, o ex-prefeito de Salvador marcou 60%, contra 33% do petista. Brancos e nulos são 4%, e outros 3% se disseram indecisos.

Na pesquisa anterior, ACM Neto marcou 68%, contra 23% do petista. Brancos e nulos eram 6%, e outros 4% se disseram indecisos.

SENADO

Na disputa para o Senado, o senador e candidato à reeleição Otto Alencar (PSD) aparece na liderança com 39% das intenções de voto. Na sequência, aparecem o deputado federal Cacá Leão (PP), com 16%, e a médica Raíssa Soares (PL), com 8%.

Cícero Araújo (PCO) tem 6%, Tâmara Azevedo, 4%, e Marcelo Barreto Luz para Todos (PMN) tem 3%.Com margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos, os três estão tecnicamente empatados. Brancos e nulos somam 14% na disputa pelo Senado, e os indecisos são 14%.

Na pesquisa anterior, Otto Alencar tinha 32% contra 10% de Cacá Leão, 7% de Raíssa Soares, 6% de Cícero Araújo, 4% de Tâmara Azevedo e 4% de Marcelo Barreto Luz para Todos.

PRESIDÊNCIA

O Datafolha também mediu a preferência dos eleitores baianos em relação à eleição presidencial. Lula lidera com 62%, contra 20% de Bolsonaro e 7% de Ciro Gomes (PDT).

Simone Tebet (MDB) marcou 3% das intenções de voto. Soraya Thronicke (União Brasil) e Vera Lúcia (PSTU marcaram 1% cada uma e os demais candidatos não pontuaram. Brancos e nulos são 4% e outros 4% não souberam responder.

Na pesquisa anterior, Lula tinha 61% das intenções de voto entre os baianos na pesquisa estimulada, contra 20% de Jair Bolsonaro e 7% de Ciro. Os candidatos Simone Tebet e Luiz Felipe D'Ávila (Novo) tinham 1% cada um.