Jerry Seinfeld encerra disputa judicial com herdeiro brasileiro por causa de Porsche falso

Jerry Seinfeld e Carlos Monteverde, filho do empresário Alfredo Monteverde, fundador da rede Ponto Frio, e da bilionária Lily Safra, viúva do banqueiro Edmond Safra, encerraram uma disputa judicial iniciada em 2019 por causa de um Porsche vendido pelo comediante que não teve sua autenticidade comprovada.

Gusttavo Lima: Show de R$ 1 milhão em Magé teve fogos, furtos e prefeito no palco

'Pantanal': Julia Dalavia, a Guta, leva mordida de jacaré na bunda em dia de folga

Através de sua empresa Fica Frio Ltd., Carlos Monteverde adquiriu o veículo em um leilão organizado pela Gooding & Company, em 2016, que contou com vários automóveis da coleção particular do ator e comediante. O Porsche em questão era um 356 A1500 GS/GT Carrera Speedster 1956, um modelo considerado raro e que foi arrematado por US$ 1,4 milhões (cerca de R$ 4,9 milhões à época).

Um ano depois, o empresário brasileiro contratou a restauradora Maxted Page para avaliar o veículo com o objetivo de revendê-lo. Durante a análise, foi levantada a suspeita de que o modelo não seria uma das 56 unidades fabricadas do 356 A1500 GS/GT Carrera Speedster, e sim um 356 regular. A empresa encontrou vestígios de adulteração chassi e desconfiou da falta de registros detalhados sobre o processo de restauração que o veículo teria passado anteriormente.

A Fica Frio acionou Jerry Seinfeld na justiça. O comediante, por sua vez, pediu esclarecimentos por parte da European Collectibles, empresa da qual havia comprado o Porsche, em 2013. Não satisfeito com o retorno da companhia, Seinfeld também ingressou na justiça contra a mesma.

'Não busquei disfarçar minha masculinidade': diz Luiz Fernando Guimarães, que vive nonagenária em peça

Durante toda a disputa, o comediante se mostrou solidário ao comprador brasileiro, prometendo restituí-lo se comprovada a não-autenticidade do veículo. “O senhor Seinfeld, que é um comediante de muito sucesso, não precisa complementar sua renda construindo e vendendo carros falsificados”, argumentou o advogado do comediante em ação contra a European Collectibles.

Na última semana, Seinfeld entrou em comum acordo com a European Collectibles e com Carlos Monteverde, encerrando as duas disputas. Os termos dos acordos não foram revelados publicamente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos