Destacado líder do EI morre por bombardeio da coligação no Iraque

Mosul (Iraque), 19 abr (EFE).- Um destacado líder do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) e dois de seus filhos morreram em um bombardeio da aviação da coligação internacional, liderada pelos EUA, perto da cidade iraquiana de Mossul, informou nesta quarta-feira à Agência Efe a inteligência militar iraquiana.

O líder morto foi identificado como Mohamed Abdulah al Shadki e ocupava o cargo de "ministro" do escritório do EI para assuntos tribais, um dos mais importantes do grupo terrorista, segundo um comunicado oficial.

No bombardeio, realizado na área da Al Zenyili, próxima a Mossul, também morreram três guarda-costas, precisou o comunicado.

A ofensiva das forças iraquianas contra o EI em Mossul e na província de Nínive, da qual é capital, começou em outubro deste ano.

As tropas finalizaram a ofensiva na metade desta cidade em janeiro e em fevereiro iniciaram o ataque aos bairros que estão ao oeste do rio Tigre. EFE