João Carlos Assis Brasil, expoente do piano nacional, morre aos 76 anos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - João Carlos Assis Brasil, um dos nomes importantes do piano no Brasil, morreu na última segunda (6), aos 76 anos. Ele havia sofrido um infarto na sexta (3).

A informação foi revelada pela página do músico no Instagram. "Comunicamos com profunda tristeza o falecimento hoje do nosso querido João Carlos Assis Brasil, em decorrência de um infarto na última sexta-feira. Ele cumpriu sua missão por aqui e agora sua se eterniza", diz o comunicado, assinado pela assessoria do artista.

O velório do pianista acontece na quarta (8), a partir das 13h, na Sala Municipal Baden Powell, em Copacabana, no Rio de Janeiro.

Irmão gêmeo do saxofonista Victor Assis Brasil, João Carlos Assis Brasil aprendeu piano clássico na infância, quando era considerado prodígio. Depois, integrou orquestras, estudou na Europa, ganhou prêmios e tinha proximidade com a música americana, em especial os clássicos do jazz.

Ao longo da carreira, tocou com artistas como Maria Bethânia, Ney Matogrosso, Wagner Tiso, Zizi Possi, Jacques Morelembaum e Alaíde Costa, entre outros. O pianista também gravou discos em que toca a obra de compositores brasileiros, como Heitor Villa-Lobos e Ernesto Nazareth.

Assis Brasil foi por muitos anos professor da Escola de Música Villa-Lobos, e também deu aulas no Conservatório Brasileiro de Música e no Conservatório de Niterói, no Rio de Janeiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos