Joe Biden declara guerra às armas de assalto

Joe Biden está determinado em proibir as armas de assalto e acusou o partido republicano de não querer regular o acesso a armas de fogo por receio do poderoso lóbi das armas.

O Presidente dos Estados Unidos não teve papas na língua durante um comício na cidade de Wilkes-Barre, no estado da Pensilvânia, onde os democratas estavam reunidos em campanha para as eleições de novembro para o Congresso.

Biden disse que não existia nenhuma necessidade para ter armas de guerra fora de um ambiente de guerra e criticou os republicanos leais a Donald Trump por defenderem ao mesmo tempo a invasão ao Capitólio e as forças policiais.

Para o líder norte-americano, as forças de autoridade não podem estar em risco pelo que se opõe a qualquer corte no financiamento à polícia.