Joelma relembra covid-19: "Fiquei maior do que uma grávida de nove meses"

Lucas Pasin
·1 minuto de leitura
Joelma participou do 'Encontro' desta quinta-feira (17) (Foto: Reprodução/TV Globo)
Joelma participou do 'Encontro' desta quinta-feira (17) (Foto: Reprodução/TV Globo)

Joelma participou do 'Encontro' desta quinta-feira (17) e relembrou o período que teve Covid-19, há quatro meses. A cantora contou que viveu uma espécie de 'efeito sanfona' de inchaço como uma das sequelas da doença e que até hoje ainda sente as sequelas causadas pelo coronavírus.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

"Estou cuidando até agora. Depois de cinco meses, estou tratando das sequelas. Fico naquele efeito incha, desincha. Tem hora que estou inchada, tem hora que estou desinchada", disse a artista. Ela explica: "Quando peguei Covid, fiquei maior que uma grávida de nove meses. Afetou minha mente, minha visão. Fora o pulmão, intestino e estômago. O cabelo caiu muito, muito. Senti muita coisa. Falo com a minha banda e com a minha família: 'ninguém vai pegar porque eu peguei por todos'."

Leia também:

Joelma revela que a doença afetou também sua voz: "Tive muito refluxo. [...] Mas quando eu canto, não sinto essa dificuldade."

A covid-19 fez a cantora repensar sua vida: "Sabe aquele 'por que isso, por que aquilo'? Coisa que eu não conseguia entender. Quando peguei Covid e passei por toda essa dificuldade, tive essa resposta. Comecei a mudar algumas coisinhas na minha vida e muita coisa melhorou."