Jogador australiano de rúgbi é preso por agressão sexual

Kurtley Beale foi preso sob a acusação de agredir sexualmente uma mulher em um bar de Sydney em dezembro passado

Kurtley Beale foi preso sob a acusação de agredir sexualmente uma mulher em um bar de Sydney. Foto: Chris Hyde/Getty Images
Kurtley Beale foi preso sob a acusação de agredir sexualmente uma mulher em um bar de Sydney. Foto: Chris Hyde/Getty Images

O jogador de rúgbi Kurtley Beale, que defende a seleção australiana há mais de dez anos, foi preso sob a acusação de agredir sexualmente uma mulher em um bar de Sydney em dezembro passado.

Conforme relatado pelo canal de televisão estatal ABC, a polícia deteve o jogador em Sydney e o levou a uma delegacia para interrogá-lo sobre a suposta agressão sexual de uma mulher de 28 anos em 17 de dezembro em um bar no bairro de Bondi, na mesma cidade.

Leia também:

Beale, 34 anos, jogou mais de 90 partidas pela seleção australiana, com convocações regulares há mais de dez anos.

O jogador, de ascendência aborígine, joga pelo New South Wales Waraths e passou a maior parte de sua carreira na Austrália, exceto por dois anos no Racing 92 Paris, um dos clubes mais tradicionais da modalidade na França, entre 2020 e 2022.

Depois de ser acusado, Beale teve sua fiança recusada e deve comparecer ao Tribunal de Fianças de Parramatta no próximo sábado (21).

No início deste mês, Beale foi selecionado como um dos 44 jogadores nomeados para um acampamento dos Wallabies, como é conhecida a seleção australiana de rúgbi, na Gold Coast, antes da próxima Copa do Mundo de Rugby de 2023 na França.

A Austrália experimentou vários casos de comportamento sexual impróprio na mídia em diferentes áreas nos últimos anos.

A denúncia de um estupro cometido nas dependências do Parlamento australiano há dois anos se tornou um símbolo para denunciar o abuso sexual nos locais de trabalho, motivou outras mulheres a denunciar casos de assédio e deu início a uma série de investigações sobre os supostos crimes e a gestão desses casos.