Jogador australiano diz que temeria jogar a Copa do Qatar após revelar ser gay

·1 min de leitura

O lateral-esquerdo australiano Joshua Cavallo, do Adelaide United, afirmou, em entrevista ao podcast podcast "Guardian's Today in Focus" que está "com muito medo" de jogar a Copa do Mundo do Qatar após se tornar o primeiro jogador de futebol profissional assumidamente homossexual.

"Eu li algo na linha de que eles dão a pena de morte para gays no Qatar, então é algo que estou com muito medo e realmente não quero ir ao Qatar para isso. E isso me entristece".

O jogador de 21 anos falou pela primeira vez da sua orientação sexual no mês passado, pois estava cansado de viver uma "vida dupla". O atleta foi amplamente apoiado pela comunidade do futebol e do esporte em geral.

Porém, de olho no Mundial do Qatar em 2022, ele revelou que temeria por sua segurança caso fosse selecionado para jogar por seu país. A Austrália disputa as eliminatórias da Ásia, que está na terceira fase a seis rodadas do fim. No momento, a seleção australiana está em segundo lugar do Grupo B. Os dois primeiros lugares de cada grupo se classificam.

“Afinal a Copa do Mundo é no Qatar e uma das maiores conquistas como jogador de futebol profissional é jogar pelo seu país. Saber que este é um país que não apoia os gays e coloca nossas vidas em risco, me assusta e me faz reavaliar - minha vida é mais importante do que fazer algo realmente bom na minha carreira?"

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos