Jogador de basquete da Austrália afirma que é gay: 'Você não precisa se esconder porque é atleta'

Aos 24 anos de idade, Isaac Humphries fez história ao falar publicamente sobre sua sexualidade para seus colegas de time — e agora, para todo o mundo. O atleta, que defende o Melbourne United e joga pela NBL, principal liga de basquete australiana, se emocionou ao contar sua história, que envolveu até uma tentativa de suicídio. Intitulado "Apenas seja você", o vídeo tem quase três minutos e é repleto de emoção.

— Essa vai ser uma das conversas mais difíceis que eu já tive na vida. Mas, na vida, a gente precisa fazer coisas difíceis e aprender com elas, e fazer a diferença em tempos difíceis. Tem algumas coisas que preciso falar com vocês sobre mim e sobre meufuturo. Há alguns anos, eu passei por um período muito tenebroso, em que eu sentia que não podia ser quem eu era, e eu tentei tirar minha própria vida. E o motivo principal de eu ter atingido o fundo do poço foi porque eu não conseguia aceitar a minha sexualidade e o fato de que eu sou gay. Eu achava que não podia ser quem eu era dentro do basquete, e foi até eu estar em um ambiente de pessoas que eram orgulhosas de quem elas eram que eu abri meus olhos — contou o jogador, visivelmente emocionado.

O vídeo foi originalmente postado na conta da equipe de Humphries, que também adotou o logo com um contorno das cores do arco-íris para demonstrar apoio ao atleta. Seguindo a narrativa do vídeo, Isaac passa a descrever sua luta interna para decidir se deveria contar ou não aos seus colegas de time, e, por consequência, à mídia, sobre sua sexualidade.

— Eu não quero me esconder mais. Eu decidi que quando eu entrasse em um novo time, eu ia 'sair do armário' publicamente e fazer questão que as pessoas soubessem que você pode viver, e que você não precisa se esconder porque é atleta — afirmou.

Humphries também falou sobre a responsabilidade de ser um bom exemplo como atletas para as pessoas, já que muitos olham para seus ídolos como representantes de seus valores.

— O meu objetivo com isso é representar essas pessoas, mostrar que você pode ser quem você quiser, não importa o que você faça. Você pode ser um ótimo jogador e ser gay. Eu só quero ser quem eu sou. Eu descobri que essa é a minha missão de vida, e vou tentar ao máximo conseguir isso.

A repercussão foi rápida, e a conta oficial da NBA se pronunciou sobre a corajosa decisão de Humphries.

"Estamos orgulhosos e gratos por Isaac ter compartilhado sua história. Nós sabemos o tamanho do impacto que sua honestidade e coragem vão ter em outras pessoas. Isaac tem o nosso inabalável respeito e apoio", escreveu a instituição.