Jogador espera que fãs da NFL vejam atletas como humanos

Trágico incidente de Damar Hamlin causou comoção nos apaixonados por esportes americanos

Dion Dawkins aproveitou o acidente com colega de Buffalo Bills para fazer o desabafo. Foto: Timothy T Ludwig/Getty Images
Dion Dawkins aproveitou o acidente com colega de Buffalo Bills para fazer o desabafo. Foto: Timothy T Ludwig/Getty Images

No Buffalo Bills, o tackle Dion Dawkins compartilhou uma mensagem poderosa enquanto ele e seus companheiros continuam orando pelo safety Damar Hamlin, que sofreu uma parada cardíaca na noite de segunda-feira (2) durante o jogo contra o Cincinnati Bengals.

Dawkins não estava em campo no momento da lesão, pois o Bills havia acabado de marcar. Mas ele rapidamente se juntou ao resto de seus companheiros de equipe na tentativa de processar o que acabou de assistir depois que Hamlin abordou o wide receiver do Bengals, Tee Higgins, apenas para se levantar e cair na grama.

Leia também:

Equipes médicas das duas equipes correram para o campo e tiveram que restaurar os batimentos cardíacos de Hamlin antes que uma ambulância entrasse em campo e o levasse embora.

A dor nos rostos dos jogadores do Bills ao longo desse processo mostrou a todos que assistiam que é realmente mais do que apenas um jogo. Esses atletas também são humanos, e é disso que Dawkins queria lembrar a todos na noite de terça-feira.

"Somos humanos. Não somos atletas, não somos superestrelas, não somos celebridades, não somos nada. Somos humanos neste momento", disse ele via ESPN. "Somos humanos vulneráveis. Nosso irmão está lutando e nós tiramos toda aquela armadura e estamos apenas sendo humanos", seguiu.

Dawkins admitiu que ele e seus companheiros estão "todos aprendendo a lidar com essa situação juntos", pois ninguém poderia tê-los preparado para o que aconteceu com Hamlin.

"Ao entreter o mundo inteiro, estamos colocando nossos corpos e nossas mentes, nossas carreiras em risco a cada jogada", explicou. "Com algo assim acontecendo, não apenas sua carreira estava em jogo porque todo mundo está lutando por sua melhor reputação, mas agora você também tem alguém lutando por sua vida. Isso deve realmente chocar todos que são rápidos em entrar no Twitter e isso é rápido para dizer qualquer coisa ruim sobre qualquer atleta como, 'Oh, ele errou aquela bandeja' ou 'Ele perdeu aquele passe' ou 'Ele errou aquela bola' ou 'Ele errou aquele bloqueio'. Somos todos humanos e tentamos dar o nosso melhor em tudo o que pudermos", finalizou.

A atualização mais recente sobre o estado de saúde do jogador velo pelo seu tio, Dorrian Glenn, que disse à NFL Network que Hamlin permanece em estado crítico, mas melhorou para 50% do oxigênio necessário em seu ventilador, em vez de 100%.

"Eles estão tentando fazer com que ele respire sozinho", disse Glenn na noite de terça-feira (3).