Jogadores e técnico do Manchester United estão 'extremamente decepcionados' com entrevista de Cristiano Ronaldo, diz jornal

Cristiano Ronaldo fez fortes desabafos sobre o seu atual momento no Manchester United, clube em que faz sua segunda passagem. As declarações, que citavam diretamente o atual técnico do time, o holandês Erik Ten Hag, e outras figuras importantes, teriam repercutido de maneira muito negativa entre atletas, dirigentes e comissão técnica.

Segundo Kaveh Solhekol, comentarista da emissora britânica Sky Sports, "Erik ten Hag e os jogadores do Manchester United estão extremamente decepcionados com a forma e com o timing" das declarações do português. A equipe só teria sido informada das declarações do atacante em entrevista a Piers Morgan ontem, depois do jogo do time contra o Fulham, em que o jogador não foi relacionado e os red devils venceram por 2 a 1.

O Manchester United estaria, a partir das declarações, estudando “todas as opções” sobre o futuro do jogador, que tem contrato até junho de 2023. De acordo com Solhekol, Ronaldo havia sido comunicado, na quinta-feira, que não seria titular contra o Fulham, neste domingo, mas que estaria no banco de reservas. O jogador, porém, teria argumentado que estava doente, sendo que já havia ficado de fora dos dois últimos jogos, contra Aston Villa e Fulham, também por lesão.

Ainda segundo o jornalista, a direção do time e os jogadores “não entendem porque é que Ronaldo disse o que disse” na entrevista e estão muito “desapontados” pelo fato de o jogador ter, na visão deles, “desrespeitado o clube, o treinador e os companheiros de equipe desta forma”.

Por fim, o jornalista afirmou que “ninguém no Manchester United desrespeitou Ronaldo, nem mesmo quando ele saiu do estádio depois de ter se recusado a entrar em campo contra o Tottenham”.