Johnny Depp acusa Amber Heard de desviar dinheiro de hospital infantil

Rafael Monteiro
·1 minuto de leitura
Actor Johnny Depp and girlfriend Amber Heard laugh as they arrive for the UK premiere of "Mortdecai" at Leicester Sqaure in London January 19, 2015.  REUTERS/Luke MacGregor  (BRITAIN - Tags: ENTERTAINMENT)
Johnny Depp e Amber Heard, em 2015. REUTERS/Luke MacGregor (BRITAIN - Tags: ENTERTAINMENT)

Johnny Depp e Amber Heard seguem brigando na Justiça. Após perder o processo que movia contra o jornal The Sun por ter sido chamado de "espancador de mulheres", agora o ator acusa a ex-esposa de ter embolsado R$ 37,8 milhões que seriam destinados para a caridade.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

No processo de separação, Heard havia declarado que iria encaminhar o dinheiro para duas instituições: o Hospital Infantil de Los Angeles e a ONG American Civil Liberties Union. De acordo com documentos obtidos pelo Daily Mail, ela doou apenas 541 mil dólares do valor prometido.

Leia também

Em junho de 2019, os diretores do hospital infantil chegaram até a procurar a atriz para obter um retorno sobre a doação, sem sucesso. Os advogados do ator pretendem mostrar com o caso que Amber Heard manipula a opinião pública.

Na última derrota judicial de Depp, o juiz Andrew Nichol chegou a citar a doação de Amber Heard como gesto nobre: "A doação de R$ 37,8 milhões para a caridade dificilmente é o ato que se esperaria de uma aproveitadora", disse ele.

Em resposta, a defesa de Amber Heard alega que a atriz se comprometeu apenas anunciou que faria a doação "eventualmente", não podendo ser cobrada por isso. Além disso, a advogada da artista afirma que a cliente teve perda financeira significativa após gastar milhões no processo contra Johnny Depp.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube