Johnny Depp pode abrir mão de indenização a Amber Heard, dizem advogados: ‘Nunca foi sobre dinheiro’

Johnny Depp pode abrir mão do valor de indenização que deverá receber da sua ex-mulher, Amber Heard, após ela ser condenada a pagar US$ 10 milhões. A informação foi divulgada pelos próprios advogados de defesa do ator, que afirmaram que a atitude de Depp “nunca foi sobre dinheiro”, em uma entrevista ao programa Good Morning America.

Veja também:

— Como o Sr. Depp testemunhou, nunca foi sobre dinheiro para ele. Tratava-se de restaurar sua reputação — disse Benjamin Chew, que deu a entrevista ao lado de Camille Vasquez, outra responsável pela defesa do ator, afirmando que ele poderia renunciar ao pagamento.

Em uma conversa com o apresentador George Stephanopoulos, nesta quarta-feira, Vasquez disse acreditar que a “chave” para a vitória de Depp teriam sido “fatos e evidências, e a chance de Johnny dizer a verdade pela primeira vez”.

Veja aqui:

— Eu estava conversando com um amigo em comum de Johnny e ele disse: 'Não vejo Johnny sorrir assim há seis anos. O peso do mundo foi tirado de seus ombros. Ele recuperou sua vida. O veredicto é extremamente positivo para Johnny. Foi unânime: foram sete pessoas que decidiram que ele foi difamado. Foram seis anos de preparação, e acho que ele conseguiu se conectar com o júri e o público em geral e contar o que realmente aconteceu nessa relação — disse Vasquez.

A advogada de Heard, Elaine Bredehoft, disse, na semana passada, que a sua cliente não teria dinheiro suficiente para pagar a quantia referente à indenização.

E ainda:

Entenda o resultado do julgamento

O veredito do caso envolvendo os atores foi lido no Tribunal do Condado de Fairfax, na Virgínia. Amber foi considerada culpada pelas declarações feitas em artigo escrito no The Washington Post, no qual acusava Depp de abusos. Na decisão, o júri determinou que a atriz teria que indenizar o ex-marido em US$ 15 milhões (equivalente a R$ 71,9 milhões). Mas Amber vai pagar pouco mais de US$ 8 milhões.

A decisão dos jurados dividiu a indenização em US$ 10 milhões como medidas compensatórias por difamar Depp e mais US$ 5 milhões como medidas punitivas. Este último valor foi reduzido, ao final da leitura do veredito, pela juíza Penney Azcarate. Seguindo o teto máximo para indenizações de caráter punitivo no estado, o valor caiu para US$ 350 mil.

Além disso, Depp também foi condenado em US$ 2 milhões por difamar Amber Heard. Dessa forma, o valor de US$ 15 milhões se viu reduzido a US$ 8,35 milhões.

Em relação ao processo de Heard contra Depp, o ator foi considerado culpado em uma das três acusações. O astro de "Piratas do Caribe" terá de pagar US $ 2 milhões (equivalente a R$ 9,5 milhões) em danos morais para a ex-mulher. Amber havia pedido indenização no valor de US$ 100 milhões.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos