Johnny Depp prepara lançamento de disco com o guitarrista Jeff Beck

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Johnny Depp irá lançar um disco em parceria com o guitarrista e amigo Jeff Beck. Segundo informações do The Guardian, o álbum será lançado no próximo mês de julho. Nos últimos dias, o ator fez participações em shows de Beck no Reino Unido. Inclusive, Depp assistiu de Londres o anúncio do veretido que lhe deu ganho de causa no processo contra a ex-esposa Amber Heard.

Johnny Depp X Amber Heard: em seu fim, julgamento foi espetáculo perverso de misoginia

Outras disputas: relembre outros casais que foram parar na Justiça após o divórcio

Entenda: Por que Johnny Depp perdeu o processo de difamação na Inglaterra e venceu nos Estados Unidos?

— Conheci esse cara há cinco anos e desde então não paramos de rir. E acabamos fazendo um disco, não sei como aconteceu. Vai sair em julho — disse Beck ao The Guardian, após apresentação musical ao lado de Depp nesta quinta-feira (2).

No palco, durante a apresentação, Depp não fez menção ao processo judicial, mas Beck fez questão de comentar: “que resultado!” Juntos, eles tocaram clássicos como “Little Wing”, de Jimi Hendrix, e “What’s Going On”, de Marvin Gaye.

Apoio: Confira a lista de celebridades que curtiram os posts de Johnny Depp e Amber Heard sobre o veredito

A colaboração entre Depp e Beck não é novidade. O projeto de um álbum já havia sido anunciado em abril de 2020, quando o ator descreveu o parceiro como “meu querido amigo e irmão, e um dos meus guitarristas favoritos de todos os tempos”. Os dois, à época, divulgaram uma versão cover de “Isolation”, de John Lennon, dando a entender que a canção estará presente na seleção.

Johnny Depp tem longa relação com a música. Inclusive, pretendia seguir carreira musical antes de ser descoberto por Nicolas Cage e virar ator. Ele faz parte do grupo Hollywood Vampires ao lado de Alice Cooper e Joe Perry.

Veredito

A decisão dos jurados dividiu a indenização que Heard deve pagar a Depp em US$ 10 milhões como medidas compensatórias por difamá-lo e mais US$ 5 milhões como medidas punitivas. Este último valor foi reduzido, ao final da leitura do veredito, pela juíza Penney Azcarate. Seguindo o teto máximo para indenizações de caráter punitivo no estado, o valor caiu para US$ 350 mil. O ator também foi condenado, em US$ 2 milhões, a indenizar a ex-esposa. A advogada de Amber Heard já revelou que a atriz irá recorrer da condenação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos