Johnny Depp quase foi demitido de "Piratas do Caribe" por tornar Jack Sparrow "muito gay"

Rafael Monteiro
·1 minuto de leitura
Johnny Depp como Jack Sparrow (reprodução)
Johnny Depp como Jack Sparrow (reprodução)

Por pouco Johnny Depp não interpretou Jack Sparrow nos cinco filmes de “Piratas do Caribe”. Como lembra o site Cheat Sheet, o ator quase foi demitido pela Disney antes do lançamento do primeiro capítulo da saga por um motivo absuto: eles estaria tornando o personagem "muito gay".

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

A revelação foi feita pelo próprio ator em entrevista ao site E! Online em 2015. "Eles queriam me demitir... Michael Eisner [ex-CEO da Disney] chegou a dizer 'Johnny Depp está arruinando o filme! Ele está bêbado? É gay?'", contou o ator. A resposta de Depp na ocasião foi irônica.

Leia também

“Eu disse, 'Bem, você não sabe que todos os meus personagens são gays?' Eu realmente esperava ser demitido, mas não fui por algum motivo. Eles iriam colocar legendas no meu personagem, eles não conseguiam sequer entender o Capitão Jack", complementou Depp.

Atualmente, Depp tem aparecido em manchetes negativas no noticiário. Acusado de violência doméstica pela ex-esposa Amber Heard, ele move um processo judicial barulhento contra o jornal The Sun, que chegou a chamá-lo de "espancador de mulheres" com base em gravações comprometedoras do ator.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube