Joice Hasselman diz que filhos de Bolsonaro têm 'milícia digital' com 1.500 perfis falsos

Joice Hasselmann trocou insultos com os filhos do presidente na última semana (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Funcionários dos três irmãos criam e gerenciam os perfis que compõem a rede

  • Rede é usada para disseminar notícias falsas e iniciar campanhas de difamação, diz Joice

Em entrevista ao UOL na última segunda-feira (21), a deputada federal Joice Hasselmann (PSL) acusa os irmãos Carlos, Flávio e Eduardo Bolsonaro de liderarem uma “milícia digital” com 1.500 perfis falsos nas redes sociais.

De acordo com a parlamentar, os filhos do presidente Jair Bolsonaro (PSL) usam essa rede para propulsionar as informações que desejam que cheguem ao público, desde notícias falsas e manipuladas até campanhas de linchamento virtual de opositores do governo. Joice alega que são funcionários dos irmãos que criam os perfis em redes como Twitter, Instagram e WhatsApp.

"Não é só fake news, mas também campanhas de difamação", afirma a deputada.

Leia também

Após ser retirada da liderança do partido na Câmara pelo presidente da República, ela mesma se tornou alvo preferencial desses ataques. Nos perfis oficiais dos irmãos no Twitter, ela foi chamada de porca e falsa.

Joice, que respondeu os ataques nas redes sociais, anuncia que vai entrar com denúncia no Ministério Público e também na Comissão de Ética da Câmara dos Deputados: "Não vou ficar apanhando e ficar quieta."

No mesmo dia, a deputada federal foi entrevistada no programa Roda Viva, da TV Cultura. Lá, deu continuidade às críticas ao clã Bolsonaro. Os entrevistadores perguntaram se ela concorda com a afirmação do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), de que o governo Bolsonaro é “a volta a um tipo de monarquia”. Joice foi enfática na resposta:

"Eu não só concordo como disse a mesma coisa. Disse ao presidente, 'Me ajude a te ajudar'. Esse tipo de fazer um puxadinho do Palácio do Planalto familiar não vai funcionar, isso não é bom para ninguém. Nunca houve tanta interferência de família dentro de um poder, nem na época do Sarney. Isso é perigoso para o país."

Ela ressalta que, apesar dos atritos com Carlos, Eduardo e Flávio, ela ainda troca mensagens no WhatsApp com Jair Bolsonaro e tem o apoio do presidente. “O PSL nacional está comigo”, diz, em referência à possível candidatura para a Prefeitura de São Paulo em 2020.

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), com quem Joice tem trocado farpas na última semana, é o presidente estadual do partido em São Paulo.