Joice diz que Flávio deveria estar preso e garante se arrepender "todo santo dia" por apoio a Bolsonaro

·2 minuto de leitura
Deputada Federal criticou atuação de Bolsonaro e seus ministros - Foto: Agência Câmara
Deputada Federal criticou atuação de Bolsonaro e seus ministros - Foto: Agência Câmara
  • Ex-bolsonarista, Joice reafirma arrependimento por ter apoiado atual presidente

  • Para deputada, Flávio Bolsonaro, senador e filho do presidente, deveria estar preso

  • Parlamentar diz querer atuar em uma 3ª via para entregar "Brasil melhor"

Outrora grande apoiadora de Jair Bolsonaro (sem partido), a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) agora diz que se arrepende "todo santo dia" de ter apoiado o atual presidente.

Em entrevista à Globonews, a parlamentar disse acreditar que Bolsonaro fosse honesto e que mesmo sabendo que ele seria despreparado para o cargo, via potencial em sua gestão. 

Leia também

"Todo santo dia [me arrependo de ter apoiado Bolsonaro nas eleições 2018] (...) Claro que eu sabia das limitações intelectuais do atual presidente, sabia que ele não era um homem extremamente preparado, mas acreditava que ele fosse honesto. Naquele momento, imaginamos que, sendo honesto, resolveríamos a falha de qualificação com bons ministros. Esse era o combinado. Isso funcionou mais ou menos, apesar das bobagens todas que o presidente falava", afirmou Joice.

Ela criticou a atuação de Bolsonaro junto aos seus ministros e disse que, em sua opinião, Paulo Guedes, ministro da Economia, é mais um dos que viraram "marionete" do presidente.

Para ela, Bolsonaro acredita ser maior que o cargo de presidente da República, fato que vem prejudicando sua gestão no país. 

"Quando a cadeira, na cabeça do presidente, ficou menor do que ele, aflorou-se a personalidade dele e a verdade. Essa história de combate a corrupção foi história da carochinha, muitos acreditaram, inclusive eu. Honestidade dele acabou quando o filho dele estava na boca de ser preso. Se a investigação tivesse sido feito de forma séria, sem as interferências que aconteceram, hoje o Flávio Bolsonaro estaria preso".

O Senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) é apontado como um dos responsáveis por um suposto esquema de desvio de verbas públicas, popularmente conhecido como "rachadinha".

Parlamentar se coloca em "3ª via"

Joice Hasselmann é candidata à Em outubro do ano passado, a deputada tentou chegar à Prefeitura de São Paulo, mas ficou fora do segundo turno - Foto: Divulgaçãoprefeitura de São Paulo pelo PSL (Foto: Divulgação)
Em outubro do ano passado, a deputada tentou chegar à Prefeitura de São Paulo, mas ficou fora do segundo turno - Foto: Divulgação

Distante do espectro de esquerda e apartada do bolsonarismo, Joice diz querer trabalhar em uma terceira via para entregar um Brasil melhor para o futuro.

"Precisamos entregar um país em que a corrupção seja um crime que não compense. Hoje a corrupção continua compensando no governo Bolsonaro (...) Em dois anos e meio, o governo Bolsonaro fez um estrago imenso no país. Já imaginou uma continuidade desse governo? Seria uma tragédia para esse país. Então me arrependo sim".

Em outubro do ano passado, a deputada tentou chegar à Prefeitura de São Paulo, mas ficou fora do segundo turno. Ao final do pleito, Bruno Covas (PSDB) conseguiu a reeleição vencendo Guilherme Boulos (PSOL).