Joice Hasselmann rejeita hipótese de agressão do marido: "É mais fácil eu dar uma sova nele"

·2 minuto de leitura
Joice Hasselmann teria sido agredida dentro do apartamento onde vive em Brasíla (Foto: Reprodução)
Joice Hasselmann teria sido agredida dentro do apartamento onde vive em Brasíla (Foto: Reprodução)
  • Joice Hasselmann rejeitou a hipótese de que teria sido agredida pelo marido

  • Deputada federal sofreu lesões e fraturas na madrugada do último domingo, no apartamento onde mora em Brasília

  • Marido estava no local, mas os dois dormiam em quartos separados. Foi ele quem socorreu Joice

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) rejeitou a hipótese de ter sido agredida pelo marido. As teorias começaram a surgir após a parlamentar revelar que sofreu diversas fraturas e não tem lembranças do ocorrido.

“De maneira muito canalha, estão tentando desviar o foco e colocar o meu marido em suspeição. Quem me conhece e conhece o Daniel sabe que é muito mais fácil eu dar uma sova nele do que ele ousar levantar a mão para mim”, declarou Joice à coluna da jornalista Bela Megale.

Leia também:

A parlamentar é casada com Daniel França, neurocirurgião. Ela acredita que as acusações contra ele são uma tentativa de fazer uma “cortina de fumaça”. Segundo Joice, o marido é um homem gentil e nunca agrediria ninguém.

“O meu marido é o tipo de homem que puxa a cadeira para eu me sentar, abre a porta do carro e me espera na porta de casa com uma taça de champanhe. Ele é um príncipe, incapaz de dar um tapinha no meu gato para assustá-lo”, disse.

Segundo Joice Hasselmann, Daniel foi quem a socorreu após o ocorrido. Ele costuma passar os finais de semana em Brasília e os dois estavam na mesma casa, mas em quartos separados, porque o marido tem problemas com ronco.

Ao jornal O Globo, Joice relatou que ligou para o marido às 7h do domingo, porque não conseguia levantar. Ela, inclusive, mostrou os registros das ligações.

“Daniel foi a primeira pessoa a me socorrer, a exigir que eu fizesse as tomografias. É uma canalhice tentarem envolvê-lo nesse episódio. Isso tem um intuito de criar uma cortina de fumaça para que não se descubra a verdade. Não vou permitir. Se (o agressor) fosse meu marido, filho, pai ou irmão, eu teria denunciado e colocado na cadeia. Qualquer um que me conhece minimamente sabe disso”, disse ao jornal.

Joice Hasselmann acredita ter sido vítima de um “atentado”. O caso está sendo investigado pela Polícia Legislativa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos