Jon Hassell, importante nome no jazz e criador de 'a música do quarto mundo', morre aos 84 anos

·2 minuto de leitura

Trompetista, compositor e importante nome do jazz, Jon Hassell moreu no último sábado, dia 26, aos 84 anos, nos Estados Unidos. Na informação divulgada pela família neste domingo, dia 27, o músico morreu de causas naturais, "pacificamente, no início da manhã".

"Os últimos dias foram cercados por familiares e entes queridos que celebraram com ele a vida de contribuições que deu a este mundo - pessoal e profissionalmente. Ele apreciava a vida e deixar este mundo foi uma luta, pois havia muito mais coisas que ele desejava compartilhar na música, filosofia e escrita", diz parte do texto publicado na página oficial do artista.

Hassell, que nasceu em março de 1937 em Memphis, nos Estados Unidos, ficou conhecido por desenvolver o conceito de "música do quarto mundo". A ideia era unir a cultura do mundo então polarizado na Guerra Fria (por EUA e URSS), com o que era chamado de "terceiro mundo". Era como misturar produções indígenas com outras batidas eletrônicas.

"Qualquer coisa à margem desses dois mundos era o ‘terceiro mundo’; por norma, era assim que se falava dos países em desenvolvimento. E esses países em desenvolvimento eram sítios em que a tradição ainda estava viva e a espiritualidade era inerente à sua produção musical. O ‘quarto mundo’ foi uma espécie de ‘3+1’", disse Hassell em entrevistas, lembrada pelo jornal The Guardian.

A família diz que ainda há material inédito do músico para ser divulgado. Além disso, as doações recebidas por uma fundação criada em 2020 para o ajudá-lo durante um tratamento de uma doença, serão usadas para manter o acervo do artista e também para financiar bolsas de estudos, além de contibuir a causas que envolvam direitos a músicos.

"Como Jon agora está livre de um corpo, ele está liberado para estar em sua alma musical e continuará a tocar no Quarto Mundo. Esperamos que você encontre consolo em suas palavras e sonhos para este lugar terreno que ele agora deixa para trás", disse a família.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos