Jonathan Azevedo, o Sabiá de 'A Força do Querer', diz que sofre preconceito

Ator fala sobre sucesso na trama das 21 horas (Reprodução/TV Globo)

Sucesso na pele do personagem Sabiá, um dos chefes do tráfico na novela “A Força do Querer”, o ator Jonathan Azevedo, 31, comentou com o jornal “O Globo” sobre os ataques racistas e o preconceito que já sofreu ao longo da vida.

“O preconceito acontece e é constante, mas estou tentando mudar dentro de mim a forma como lido com o assunto. Acho que a pessoa que fez isso tem um vazio grande que não foi preenchido. Pedi a papai do céu para dar sabedoria a ela”, declarou o famoso que relutou em aceitar o papel por conta da sua carga negativa. “Começaram a comentar na internet que eu só faço papel de bandido e que eu ficaria rotulado. Com o Sabiá, comecei nesse lugar do estereótipo e transitei para outro, em que ele aparece como um cara que o Brasil inteiro ama”, completou.

Leia mais:
Ana Hickmann se revolta ao ver filho sendo xingado por internauta
Detonado pelo público, Fiuk rebate: ‘A internet dá poder para qualquer um’

Jonathan ainda disse que mesmo interpretando um personagem problemático, ele recebe carinho do público nas ruas. “Outro dia uma pessoa me perguntou se eu era o Sabiá da novela. Eu respondi que sim e ela disse: ‘Não é, não. Você não falou ‘passa a visão’, risos. Todos sabem que é errado, mas mesmo assim amam o Sabiá. Eu trabalhei não só em cima da questão negativa do personagem, mas procurei humanizá-lo“, explicou o artista que deve fazer uma nova série na TV Globo em breve.