Jorge Jesus avalia futuro e quer entender condições do Atlético-MG

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Jorge Jesus
    Treinador e ex-futebolista português

Passadas algumas semanas de crise no Benfica, com negociações no meio do caminho junto ao Flamengo, Jorge Jesus quer usar os próximos dias para avaliar os passos que virão a seguir em sua carreira.

Desgastado após o retorno à Europa, o técnico de 67 anos tem na volta ao Brasil, como comandar o Atlético-MG, uma oportunidade de limpar sua imagem e seguir na ativa, mas avalia o cenário.

A partir de hoje, Jesus conversará com seus representantes para alinhar as decisões sobre o futuro e entender o que representaria uma volta ao Brasil em um clube também de massa, mas outra estrutura.

Do lado do Atlético-MG, o discurso oficial é de que as alternativas estão também em análise. Nos bastidores, os dirigentes procuram saber da mesma forma os prós e contras do pacote Jorge Jesus.

Vale ressaltar que o português traria consigo uma comissão numerosa, e obrigaria o clube mineiro a rever a permanência de profissionais de alto garabito na parte física, médica e de análise de desempenho.

Diferentemente do Flamengo, o Atlético-MG tem um diretor executivo linha dura, Rodrigo Caetano, que precisaria se adequar ao estilo rigoroso e vaidoso do Mister.

A vantagem é que Jesus tem boa entrada com os mecenas do Atlético-MG, com quem dialogou antes de fechar com o Flamengo em 2019.

Até agora, houve consultas sobre condições financeiras de parte a parte, mas nenhuma proposta oficial. Isso só acontecerá quando Jesus sinalizar que quer voltar ao Brasil sem ser para o Flamengo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos