Jorge Jesus faz um ano de Flamengo com idolatria, frases marcantes e mais títulos que derrotas

Marcello Neves
1 / 2

86989341_ES Rio de Janeiro RJ 12-02-2020 - Campeonato Carioca 2020 2ª RODADA - SEMIFINAL DA TAÇA.jpg

Jorge Jesus no Maracanã

O dia 1º de junho de 2019 está para sempre marcado na história do Flamengo. Há um ano, o Flamengo anunciava a contratação do técnico Jorge Jesus, que viria para substituir Abel Braga, que pediu demissão do cargo. Ali era iniciada uma verdadeira revolução no rubro-negro, interna e externamente, que culminaria nos títulos do Campeonato Brasileiro e da Copa Libertadores.

Os números de Jorge Jesus como técnico do Flamengo são a melhor apresentação possível para qualquer um que queira avaliar o seu trabalho. Ao todo, são 51 jogos, com 38 vitórias, nove empates e apenas quatro derrotas — número menor que o número de títulos conquistado ao total (5). O aproveitamento do técnico português é de incríveis 80,39%, com 118 gols marcados e apenas 45 sofridos. Incrível, não?

Os títulos de Jorge Jesus

Copa Libertadores de 2019Campeonato Brasileiro de 2019Supercopa do Brasil de 2020Taça Guanabara de 2020Recopa Sul-Americana de 2020

As derrotas de Jorge Jesus

Emelec 2 x 0 Flamengo - Libertadores de 2019Bahia 3 x 0 Flamengo - Brasileirão de 2019Santos 4 x 0 Flamengo - Brasileirão de 2019Liverpool 1 x 0 Flamengo - Mundial de Clubes de 2019

Para muitos torcedores, Jesus já se tornou o maior treinador da história do Flamengo — e os números também o favorecem nesta discussão. Com o título da Recopa Sul-Americana, em fevereiro deste ano, ele se tornou o comandante com mais troféus conquistando somando apenas as conquistas nacionais e internacionais (superou Carlinhos e e Paulo César Carpegiani, ambos com três).

Somando os títulos estaduais, Jesus já pode entrar no pódia se conquistar o Campeonato Carioca: igualaria os números de Flávio Costa (penta estadual entre 1939 e 1963) e ficaria um atrás de Carlinhos, que tem uma Mercosul, dois Brasileiros e três Cariocas. O detalhe é que Costa dirigiu o Flamengo em 765 partidas, e Carlinhos em 313.