Jornais paraguaios provocam Corinthians após eliminação para o Guaraní: 'Freguesia lendária'

A eliminação do Corinthians para o Guaraní, do Paraguai, na noite de quarta-feira, pela Pré-Libertadores, motivou a imprensa paraguaia a cutucar o time brasileiro. O motivo é que esta é a segunda vez que o Timão é despachado pelo time rival na Libertadores, a primeira vez foi em 2015. O diário "ABC Color", escreveu que o Alvinegro tem uma "Paternidad legendaria" para os aurinegros, que na tradução é o mesmo que "Freguesia lendária".

O jornal aproveitou e elogiou a entrega defensiva do Guaraní e as defesas do goleiro Gaspar Servio nos minutos finais.

"O Guaraní sofreu com os últimos ataques do time local, e Servio foi a grande figura com defesas monumentais, que materializaram uma nova façanha dos Aborígenes, que agora tem como 'filho' o gigante brasileiro. De quatro partidas entre ambos, são três vitórias do Guaraní. Em duas séries de ida e volta, são duas classificações paraguaias", escreveu.

Outro jornal que dedicou suas páginas ao duelo foi o "Última Hora", que tratou a classificação do Guaraní diante do Corinthians como "épica" na Arena Corinthians.

"O Guaraní voltou a se agigantar em terras brasileiras, e ante o mesmo rival que eliminou na histórica campanha de 2015, quando alcançou as semifinais. O Aborígene caiu por 2 a 1 para o Corinthians, mas se classificou graças a um golaço de visitante anotado por Fernando Fernández, em uma partida duríssima. Uma grande partida da equipe de Gustavo Costas, que foi inteligente nos momentos de alta tensão", disse o jornal.