Jornais portugueses destacam crise no Benfica de Jorge Jesus

·1 minuto de leitura

Não está fácil a vida do técnico Jorge Jesus em seu retorno ao Benfica. Vice-campeões da Supertaça de Portugal no último dia 23, quando perdeu por 2 a 0 para o arquirrival Porto, e agora, com o empate em 1 a 1 com o Santa Clara, em partida desta segunda-feira, pela 12ª rodada do Campeonato Português, o treinador virou alvo de críticas nos principais jornais portugueses. Com este resultado, o Benfica caiu para a terceira posição do torneio, perdendo a vice-liderança o Porto (o Sporting lidera de forma isolada).

A Bola traz em sua capa a manchete: "Pecados Capitais!, com desatque para a estatística do "pior registro defensivo da Liga nos últimos 14 anos e apenas 61% de vitórias em todas as partidas" e avaliações como "Não há liderança", "Falta alma, intensidade, atitude, velocidade e agressividade", "sente-se que não há compromisso como no Porto", e por aí vai.

O Record diz que "Acendeu a luz de alerta" e explica que "dirigentes exigem compromisso total a todos os jogadores", "plantel reconhece que é preciso mais", e também o pedido de Jesus por reforços.

O periódico "O Jogo" faz chamada sarcástica: "Jesus perde para... Lage: investimento de 97 milhões de euros rende abaixo dos 43,5 milhões de euros de 2019/20"

Em comum, os jornais citam o clima ruim entre os jogadores e comissão técnica, a falta de "garra" do elenco, o desempenho abaixo do esperado em campo e o desgaste de liderança do ex-treinador do Flamengo.