Jornal EXTRA adota novos cuidados em sua produção por causa da pandemia do novo coronavírus, da Redação às bancas

EXTRA
Jornal EXTRA lançou o especial "O mundo em alerta"

Sua segurança e a de nossos funcionários são muito importantes para nós. Por isso, o EXTRA vem adotando uma série de cuidados em todo o processo de produção do jornal, da Redação até a chegada de seu exemplar às bancas. Nos últimos dias, revisamos nossos procedimentos, consultamos especialistas e trocamos informações com as principais publicações do mundo.

 

A partir dessa análise, é possível afirmar que é seguro comprar o jornal. Em todo o planeta, desde que o vírus começou a se espalhar na China, não há registro de infecção decorrente do contato com jornais, revistas, documentos impressos ou caixas de papel. A International News Media Association (INMA), uma das mais respeitadas organizações de mídia do mundo, acaba de publicar um estudo ouvindo cientistas e médicos, que atestam que não houve incidentes e reforçam que o risco de infecção pelos jornais é mínimo devido às características do papel poroso e ao tempo que um exemplar leva entre deixar a gráfica e chegar às bancas. 

É conhecido, e temos reforçado essa informação em nossas reportagens, que o vírus pode, sim, permanecer em objetos por um determinado período, variando conforme a natureza do material. Mas o coronavírus sobrevive mais tempo em superfícies lisas do que nas porosas, como é o jornal impresso. Ele também perde força conforme se mantém em contato com o ar. Ainda assim, o EXTRA tomou uma série de medidas para reforçar a segurança na leitura diária da sua edição impressa.

A principal delas é reduzir ao mínimo o contato humano na produção dos exemplares, ampliando a automatização dos processos. A higienização e o uso de equipamentos de isolamento, que já eram praxe, foram reforçados. Também foram adotados cuidados na distribuição, com a elaboração de um protocolo de higiene para entregadores e carros de transporte. Para dar mais segurança ao leitor, reiteramos as recomendações de especialistas aplicadas a atividades cotidianas. Assim, é importante lavar as mãos com sabão após a leitura do jornal. 

Em todo o mundo, o exercício do jornalismo profissional tem sido considerado pelas autoridades serviço essencial no combate ao coronavírus. E o EXTRA assume esse desafio como missão.