Jornal russo Novaya Gazeta é multado em US$5.700 por "abusar da liberdade de imprensa"

Dmitry Muratov segura uma cópia de seu jornal Novaya Gazeta

* Este conteúdo foi produzido na Rússia, onde a legislação restringe a cobertura das operações militares russas na Ucrânia

MOSCOU, 10 Ago (Reuters) - O veículo russo independente de imprensa Novaya Gazeta anunciou nesta quarta-feira que recebeu uma multa de 350 mil rublos (cerca de 5.700 dólares) por "abusar da liberdade de imprensa".

A multa foi aplicada por conta de uma reportagem publicada em março sobre uma testemunha ocular na cidade ucraniana de Kherson, ocupada pelos russos. A matéria foi apagada do site jornalístico por determinação da agência reguladora de imprensa da Rússia, afirmou a porta-voz Nadezhda Prusenkova.

O veículo planeja recorrer da decisão, acrescentou.

O Novaya Gazeta tem sido uma das principais vozes resistentes na imprensa independente russa, cerceada desde os anos 1990, e seu editor-chefe, Dmitry Muratov, foi um dos premiados em 2021 com o Prêmio Nobel da Paz por suas iniciativas para salvaguardar a liberdade de expressão.

O jornal suspendeu suas operações dentro da Rússia em março, após avisos repetidos da agência reguladora do setor, a Roskomnadzor, sobre sua cobertura da campanha militar de Moscou na Ucrânia.

A Rússia criminalizou a publicação de reportagens sobre o conflito que sejam divergentes dos relatos oficiais.

(Reportagem da Reuters)