Jornalista britânico e ativista dos povos indígenas desaparecidos na Amazónia

Dom Phillips e Bruno Araujo Pereira estavam numa das zonas mais remotas da floresta. Numa nota, a União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) informou que o jornalista e o ativista desapareceram no domingo, no trajeto entre a comunidade ribeirinha São Rafael e a cidade de Atalaia do Norte, localizadas no Vale do Javari.

Várias testemunhas relataram que os dois se deslocaram para fazer uma visita a uma equipa de vigilância indígena, e para que o jornalista conhecesse o local e fizesse algumas entrevistas com pessoas que vivem na área, que nos últimos anos está a ser atacada constantemente por mineradores ilegais, madeireiros e invasores.

Em comunicado, a Unijava revelou que os colaboradores que atuam na região estão a ser alvo constante de ameaças pelo seu trabalho."Na semana anterior ao desaparecimento, conforme relato dos colaboradores da Unijava, a equipa recebeu ameaças em campo. A ameaça não foi a primeira", conclui o comunicado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos