Jornalista da Al Jazeera morre baleada em operação israelense na Cisjordânia

Jornalistas escoltam o corpo da correspondente assassinada da Al Jazeera, Shireen Abu Aqleh, no hospial de Jenin, na Cisjordânia ocupada

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos