Jornalista da Band se solidariza com PHA, Marco Antonio Villa e Sheherazade

Foto: Reprodução/TV Bandeirantes

Fábio Pannunzio, âncora do ‘Jornal da Noite’, da TV Bandeirantes, prestou solidariedade aos colegas que estariam sendo perseguidos graças ao que o jornalista definiu como “"macartismo bolsonarista".

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Em seu Twitter, Pannuzzio falou sobre o afastamento de Paulo Henrique Amorim do ‘Domingo Espetacular’ na Record, sobre a saída de Marco Antonio Villa da Jovem Pan e sobre a ameaça sofrida por Rachel Sheherazade (onde Luciano Hang, dono das Lojas Havan, pediu que Silvio Santos a demitisse do SBT)

Leia também


"Não tenho nenhum apreço pelo jornalismo do Paulo Henrique Amorim, a quem tenho criticado nos últimos dez anos. Mas a demissão dele é brutal e inaceitável, produto do macartismo bolsonarista que já vitimou Marco Antonio Villa, Marcelo Madureira e ameaça Rachel Sheherazade", escreveu o âncora.

Entenda o caso

Segundo o site ‘Notícias da TV’, do Uol, Paulo Henrique Amorim foi convocado pela direção da TV Record e, em seguida, anunciou seu afastamento do ‘Domingo Espetacular’. O jornalista é conhecido por pensamentos voltados para a esquerda.

Já o comentarista político Marco Antonio Villa anunciou sua saída da rádio Jovem Pan nesta segunda-feira (24), após ser suspenso por um mês pela própria direção da emissora. A suspensão aconteceu pois Vill afirmou no ‘Jornal da Manhã’ que “atos neonazistas [aconteceriam] no dia 26 [de maio]”, com referência às manifestações pró-governo.

Em relação à Rachel Sheherazade, o empresário Luciano Hang - que apoia Jair Bolsonaro e é grande patrocinador do SBT, sugeriu a demissão de Rachel Sheherazade para Silvio Santos, dono da emissora.