Jornalista português critica assédio do Fla a Jesus: "circo, coisa de terceiro mundo"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Em meio a rumores sobre uma possível volta de Jorge Jesus ao Flamengo, com a possibilidade de reuniões e cafézinhos acontecendo em Portugal, já que Marcos Braz, vice-presidente de futebol do rubro-negro está em Lisboa, a imprensa portuguesa criticou fortemente o modo com que a cúpula do Fla está tratando da "negociação".

Comentarista da CNN de Portugal, o jornalista Rui Santos deu declarações fortes ao comentar sobre o desejo do Flamengo e o cafézinho marcado entre a diretoria do clube carioca e o técnico português e seus representantes.

— Eu acho esta vinda dos dirigentes do Flamengo a Portugal um autentico disparate (absurdo). Um disparate e uma falta de respeito por tudo e todos. Não faz sentido nenhum, com uma competição profissional como a nossa em andamento, que se faça dos portugueses e do futebol português uma coisa assim, do terceiro mundo. Isso é uma coisa de terceiro mundo. Com essas declarações de 'ir tomar um cafézinho'. Isto não é o futebol profissional — falou Santos, que concluiu com comparações entre as ações e falas da cúpula do futebol rubro-negro com coisas dramatúrgicas. — Estas coisas (negociações), normalmente, entre atores e países de futebol de centro, é uma coisa que pressupõe recato, respeito. Tudo isso que estamos assistindo parece circo. Uma coisa teatral, de cinema. Que faz com uma vontade extraordinária. Chegam aqui e parece que montam um leilão de treinadores portugueses — finalizou o jornalista.

Em conversa com o jornal português "O Jogo", Marcos Braz falou sobre a procura do Flamengo por um novo técnico na Europa. O dirigente garantiu que, se tiver oportunidade, tentará levar Jorge Jesus de volta à Gávea, mas garante que o treinador do Benfica não é prioridade nem a única opção.

— Meu sonho é levar um técnico que possa ter os mesmos grandes resultados que o Jorge teve. Quero um técnico português com uma equipe robusta e não vale a pena insistir em perguntar pelo Jorge Jesus pois eu não vim aqui para contratá-lo. Mas, se for possível, se houver uma chance, vou tentar e quero contratá-lo também — afirmou Braz. — O Jorge tem contrato com o Benfica mas isso não é um problema pois, quando ele estava no Flamengo e tinha contrato, o Luís Filipe Vieira (ex-presidente do Benfica) também foi lá. Mas, desde que estou aqui em Lisboa, em nenhum momento estive com o Jorge. Provavelmente vou estar, tomar um café com ele pela relação que temos. Tenho viagem marcada para dia 23 e, se tiver as coisas resolvidas, volto para o Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos