Jornalista que questionou Bolsonaro sobre caso das rachadinhas de Flávio foi exonerado da Prefeitura de Rio Branco

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Bolsonaro coletiva Acre
Bolsonaro coletiva Acre

Após questionar o presidente Jair Bolsonaro, sobre o caso das ‘rachadinhas’ do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), o jornalista João Renato Jácome foi exonerado da Secretaria municipal de Meio Ambiente de Rio Branco.

O profissional, de 26 anos, era chefe de gabinete na secretaria e, de folga na quarta-feira, fazia um trabalho como freelancer para o jornal Estado de S. Paulo. Ele foi demitido na quinta-feira (25) pelo prefeito de Rio Branco, Rio Bocalom (PP).

Leia também:

O presidente Jair Bolsonaro se negou a comentar a decisão dos ministros da Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STF) de anular a quebra de sigilo fiscal e bancário do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), no caso das ‘rachadinhas’.

O presidente participava de uma entrevista na quarta-feira durante visita ao Acre e encerrou a coletiva após a pergunta do jornalista sobre o caso.

A quebra de sigilo fiscal e bancário de Flávio Bolsonaro havia sido autorizada em 2019 pelo juiz Flávio Itabaiana, da 27ª Vara Criminal, do Tribunal de Justiça (TJ) do Rio, e se estendia a cerca de cem pessoas e empresas suspeitas de envolvimento no esquema de desvio de recursos do gabinete do então deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).