Jornalista russo leiloa medalha do Nobel por US$ 103,5 milhões para ajudar crianças na Ucrânia

Dmitry Muratov, editor-chefe do jornal independente russo "Novaya Gazeta", leiloou nesta segunda-feira (20) por US$ 103,5 milhões a medalha de ouro do Prêmio Nobel da Paz que recebeu em 2021, em benefício das crianças refugiadas da guerra na Ucrânia.

A renda da venda da medalha, que foi adquirida por telefone por um comprador não identificado, será remetida à agência de ajuda humanitária do Unicef para crianças ucranianas deslocadas, de acordo com a Heritage Auctions, que realizou o leilão.

Foi uma venda cheia de entusiasmo, com muitos aplausos e participantes elevando seus lances entre si para aumentar o total. Muratov foi visto gravando vídeos da tela do leilão e dos participantes. Quando a oferta final foi feita, dezenas de milhões de dólares maior do que a anterior, muitos na sala ficaram perplexos, incluindo o jornalista.

Muratov recebeu o prêmio no ano passado, juntamente com a jornalista filipina Maria Ressa, "por seus esforços para garantir a liberdade de expressão". O russo fundou junto com um grupo de jornalistas o diário Novaya Gazeta em 1993, após a queda da União Soviética. Em 2022, seu jornal foi a única publicação de envergadura que criticou o presidente Vladimir Putin e suas políticas interna e externa.

(Com informações da AFP)


Leia mais

Leia também:
Crise alimentar na África é causada "de forma deliberada" pela Rússia, diz Zelensky
Guerra cultural: Ucrânia proíbe música e livros originários da Rússia
Guerra na Ucrânia faz mundo bater recorde de deslocados e ‘esquecer’ refugiados da África e da América Latina

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos