• Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Jornalista russo leiloa Prémio Nobel da Paz para ajudar Ucrânia

Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O jornalista russo e Nobel da Paz Dmitry Muratov leiloou a medalha de ouro com que foi distinguido pela academia sueca, em outubro 2021, para ajudar a Ucrânia.

O leilão, realizado esta segunda-feira, Dia Mundial do Refugiado, arrecadou 103,5 milhões de dólares, pouco menos de 100 milhões de euros, um montante inesperado que vai agora ser doado à UNICEF, para apoiar as crianças deslocadas pela guerra.

A iniciativa, que partiu do jornalista, foi a forma encontrada para poder fazer algo perante a atual situação.

"Sentimos uma sensação de impotência no jornal, porque a luta começou, as pessoas estão a morrer, e o meu país está envolvido em tudo isto? O nosso país! E nós não sabíamos o que podíamos fazer. E este sentimento de impotência que tivemos a partir de 24 de Fevereiro é familiar a muitos", conta o jornalista, a propósito do conflito na Ucrânia.

Muratov recebeu o Nobel da Paz pelo trabalho desenvolvido em prol da liberdade de expressão no Novaya Gazeta, jornal independente russo que ajudou a fundar.

A publicação foi encerrada em março deste ano, envolta numa onda de repressão aos jornalistas que nela trabalhavam, após a invasão russa da Ucrânia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos