Jornalista russo vencedor do Prêmio Nobel da Paz leiloa medalha por US$ 103,5 milhões

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O jornalista russo Dmitry Muratov, vencedor do Prêmio Nobel da Paz, leiloou nesta segunda-feira a medalha que recebeu na premiação. O objeto foi arrematado por US$ 103,5 milhões (equivalente a R$ 537,8 milhões).

A renda será destinada ao Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e utilizada para ajuda humanitária. O desejo de Muratov é ajudar crianças vítimas da invasão russa na Ucrânia e que precisaram ser refugiadas. O leilão ao vivo aconteceu no Dia Mundial do Refugiado.

O valor pago bateu recorde dos leilões de medalhas de Prêmio Nobel. O maior valor até então era da medalha de James Watson, que recebeu a premiação pela co-descoberta da estrutura do DNA em 1962. Watson vendeu sua medalha em 2014 por US$ 4,76 milhões.

Muratov, premiado com a medalha de ouro em outubro de 2021, ajudou a fundar o jornal russo independente Novaya Gazeta e foi o editor-chefe da publicação quando fechou em março em meio à repressão do Kremlin a jornalistas e à dissidência pública após a invasão da Ucrânia pela Rússia .

Em outubro do ano passado, Muratov anunciou que iria doar parte do dinheiro recebido pelo Prêmio Nobel para ajudar no tratamento de crianças com atrofia muscular espinhal (AME), doença genética rara que afeta a capacidade de locomoção, alimentação e respiração.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos