Polícia confirma morte de mulher que caiu em rio durante atentado em Londres

(Acrescenta dados sobre a vítima).

Londres, 7 abr (EFE).- A polícia do Reino Unido anunciou, nesta sexta-feira, a morte da mulher que caiu no Rio Tâmisa, durante o atentado ocorrido no dia 22 de março, próximo ao Parlamento de Londres.

Um porta-voz da Scotland Yard identificou a vítima como Andreea Cristea, de 31 anos, nascida na Romênia. Com isso, sobe para cinco o número de vítimas mortais no ataque.

Ela, que permanecia internada no hospital e que teve que ser resgatada das águas do Tâmisa, visitava a capital britânica ao lado de seu marido, Andrei Burnaz, que fraturou o pé durante o ataque.

Andreea caiu ao rio após ser atropelada pelo agressor, Khalid Masood, que jogou um veículo contra os transeuntes que cruzavam a Ponte de Westminster, antes de colidir o carro no muro que rodeia o parlamento, onde esfaqueou e matou um policial, e depois acabou sendo assassinado por outros agentes.

"Após lutar por sua vida durante mais de duas semanas, nossa querida e insubstituível Andreea, uma filha, irmã, companheira maravilhosa, amiga dedicada e a maior amante da vida, foi cruel e brutalmente arrancada de nossas vidas da maneira mais impiedosa", disse hoje a família da vítima, em comunicado divulgado pelos veículos de imprensa britânicos.

Além das seis pessoas que morreram como consequência daquela ação terrorista, entre elas o autor da tragédia, o atentado deixou cerca de 50 feridos.

De acordo com a emissora "BBC", Andreea Cristea morreu por conta dos ferimentos causados pelo terrorista.

Além de Masood e a romena, perderam a vida no atentado o policial Keith Keith Palmer, Aysha Frade, o turista americano Kurt Cochran, e um aposentado britânico de 75 anos, Leslie Rhodes. EFE