Jornalistas que se infectarem com Covid-19 podem acionar Bolsonaro na Justiça, diz sindicato

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Foto: Andressa Anholete/Getty Images
Foto: Andressa Anholete/Getty Images

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF) anunciou, na tarde desta terça-feira (07), o envio de um ofício aos veículos de comunicação que realizam a cobertura presencial no Palácio do Planalto, em Brasília. No documento, o órgão pede a suspensão da presença de profissionais no local e diz que, caso algum trabalhador tenha se infectado com Covid-19 , cabe processo ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

De acordo com a entidade, Bolsonaro colocou os profissionais em risco após convocar jornalistas para anunciar que testou positivo para o novo coronavírus. Durante a fala do presidente, jornalistas da TV Brasil, Record TV e CNN Brasil estavam no local.

Leia também:

"Imagens e denúncias que chegaram ao SJPDF comprovam que o presidente da República, positivo para a covid-19, colocou em risco os jornalistas e as equipes ao fazer o anúncio. Por que o presidente não solicitou que um médico o fizesse? E qual será a postura daqui para frente?", questionou o sindicato em nota.

No documento, a entidade pede ainda que os veículos testem e afastem todos os profissionais que tiveram contato com Bolsonaro em coberturas nos últimos 10 dias.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

"Também vamos cobrar do Ministério das Comunicações para que seja mantida a divulgação de informações do Poder Executivo sem expor jornalistas a risco em entrevistas coletivas presenciais, incluindo as dos ministros, que devem passar a dar coletivas de forma virtual", acrescentou o órgão.

Caso algum profissional recebe o diagnóstico positivo, o sindicato cogita a possibilidade de acionar o presidente na Justiça.

Recentemente, após constantes ataques de apoiadores do presidente, alguns veículos de imprensa como Folha de S.Paulo, Grupo Globo e TV Band deixaram de cobrir o Palácio do Alvorada alegando questões de segurança.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos