Jovem é estuprada na casa de amigos e suspeitos saem rindo, em MG

·2 min de leitura

RIO — Uma jovem de 20 anos foi estuprada por dois homens na madrugada desta segunda-feira em uma festa na casa de amigos, em Lagoa Formosa (MG). A vítima conhecia o casal dono da residência e afirma ter sido violentada por outras duas pessoas que estavam no local. Os suspeitos saíram do lugar rindo.

A mulher contou aos policiais que estava na casa de um casal de amigos consumindo bebida alcoólica. A certa altura, os anfitriões foram para um quarto e ela se dirigiu a outro, para dormir.

A vítima relatou à Polícia Militar que estava sozinha no quarto quando, no meio da madrugada, os dois amigos do dono da casa começaram a tocá-la. No depoimento, ela contou ter acordado quando um dos homens passou a mão em suas partes íntimas.

De acordo com o relato, a vítima rejeitou praticar sexo com os dois homens, um de 21 anos e o outro de 30. No entanto, os agressores insistiram e usaram a força para segurar a jovem, tirar sua calça e cometer o estupro.

Ela informou em depoimento que chegou a gritar pelo casal de amigos, que dormia em outro quarto, mas eles não ouviram. Porém, ela teve suas ações prejudicadas pelo fato de estar sob efeito de álcool. Então ela não conseguiu se desvencilhar.

Após o estupro, a jovem procurou o casal de amigos, que expulsaram os agressores. Os anfitriões também prestaram informações à PM-MG. Eles contaram que os dois suspeitos saíram da residência dando risadas do que havia acontecido.

Os policiais tentaram localizar os autores do crime, mas eles não foram encontrados. Um deles chegou a telefonar para a vítima, quando ela estava com os agentes. Um dos PMs pegou o celular e conversou com o suspeito, mas ele negou o crime, afirmou que não se apresentaria à polícia, e se recusou a passar dados do outro autor. Desde então os celulares dos suspeitos estão desligados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos