Jovem de 16 anos cria aplicativo anti-fake news que contém fontes confiáveis

·1 min de leitura
A função do aplicativo é informar sobre as crises mundiais de forma confiável. Foto: Getty Images.
A função do aplicativo é informar sobre as crises mundiais de forma confiável. Foto: Getty Images.
  • Com o forte panorama das chamadas 'fake news', a adolescente de 16 anos criou um aplicativo para combater notícias falsas;

  • O app conta com diversos tópicos e assuntos, e procura transmitir informação de qualidade;

  • Alguns dos temas presentes no aplicativo são o movimento "Black Lives Matter" e as queimadas no Pantanal.

As ‘fake news’, ou notícias falsas, são um dos males do cenário político mundial contemporâneo. Distinguir a veracidade das informações é um dos maiores desafios em tempos digitais, principalmente pela alta quantidade de informação produzida a cada instante.

Leia também:

Com isso em mente, Ana Carolina Noronha de Oliveira Santos, de 16 anos, desenvolveu um app que busca ajudar a população a consumir informações de qualidade. A adolescente é estudante da CodeBuddy, uma escola de tecnologia especializada em programação, robótica e segurança digital para crianças e jovens entre 7 e 16 anos.

O aplicativo conta com diversos tópicos na primeira tela de acesso. A partir daí, basta o usuário escolher um tema e depois ir para uma das opções: “informações”; “doações”; “como ajudar”; “notícias”; “abaixo assinado”; e “fotos e vídeos”.

Entre alguns dos assuntos escolhidos por Ana Carolina estão questões fervorosamente debatidas, como as queimadas no Pantanal, o movimento “Black Lives Matter”, os campos de concentração chineses e as situações políticas na Nigéria e no Líbano.

De acordo com a estudante, a função do projeto é ser um aplicativo que contenha informações sobre as crises mundiais de forma confiável. O aplicativo é gratuito.

As informações são do Portal Terra.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos