Jovem de 19 anos é preso em SP por planejar ataque nos moldes do atentado à creche em SC

·2 minuto de leitura
Jovem planejava ataque em escola e foi preso em São Paulo (Foto: Reprodução/TV Bandeirantes)
Jovem planejava ataque em escola e foi preso em São Paulo (Foto: Reprodução/TV Bandeirantes)
  • Ataque era planejado dos moldes da chacina ocorrida em creche em Santa Catarina na última semana

  • Polícia Civil chegou ao jovem com auxílio de informações do serviço de inteligência dos EUA

  • Polícia busca outros dois adolescentes suspeitos de participar do plano

A Polícia Civil de São Paulo prendeu um jovem de 19 anos nesta segunda-feira (10), acusado de planejar um ataque a uma escola. O atentado ocorreria de forma semelhante ao de Saudades (SC), ocorrido na última terça-feira (04), quando um homem de 18 anos armado de um facão assassinou cinco pessoas, incluindo três bebês menores de dois anos. 

A investigação recebeu informações repassadas pela divisão de crimes cibernéticos do serviço de inteligência dos Estados Unidos, que monitorava o suspeito. Ele aliciava outros jovens nas redes interessados em integrar os ataques. Dois adolescentes estão sendo procurados pela polícia. 

Leia também

Ele foi preso enquanto estava na casa de um tio e não teve sua identidade divulgada pelas autoridades. Um aparelho celular também foi apreendido. 

O homem já havia sido detido em 2020 e passado por tratamento. Agora, ele ficará preso por tempo indeterminado.

Caso de Saudades

Um adolescente de 18 anos invadiu uma creche e matou ao menos cinco pessoas no município de Saudades, em Santa Catarina, na última terça-feira. O rapaz portava um facão no momento do ataque.

O delegado Jerônimo Marçal Ferreira, responsável pelo caso, confirmou a morte de três crianças e duas professoras. A Polícia Civil também anunciou a prisão do agressor após o crime.

Os policiais receberam diversas ligações pedindo socorro no local por volta das 11 horas. Segundo o 2º Batalhão da PM de Chapecó, a ocorrência ainda estava em andamento no fim da manhã desta terça.

Inicialmente, os veículos locais noticiaram a morte de duas crianças e o ferimento de duas professoras. Posteriormente, porém, o número de mortos subiu para cinco. Uma outra funcionária da creche ficou gravemente ferida. Veículos da imprensa local informaram que ela também não resistiu aos ferimentos, mas a última atualização policial dava conta de que a mulher lutava pela vida.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos