Jovem é encontrada morta com marcas de espancamento em condomínio onde vivia no PR

·2 minuto de leitura
Corpo de Letícia foi encontrado no condomínio onde vivia - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Corpo de Letícia foi encontrado no condomínio onde vivia - Foto: Reprodução/Redes Sociais
  • Letícia Stefani Inácio estava desaparecida desde as primeiras horas do sábado (2)

  • Ela havia ido a um bar com amigas e esticado a noite à casa de um amigo

  • No domingo, seu corpo foi encontrado dentro do condomínio onde vivia

Uma jovem desaparecida na cidade de Pinhais, no Paraná, foi encontrada morta no fim da tarde do último domingo (3). O corpo de Letícia Stefani Inácio, de 24 anos, estava sob uma escada do condomínio onde ela vivia com a família.

Segundo o site Ricmais, a Polícia Civil do Paraná (PCPR) está investigando o caso e não descarta a possibilidade de feminicídio. A mãe da jovem, Joziane Inácio Raimundo, contou que ela teve dois namoros conturbados, que não terminaram bem.

Leia também:

“Eles não aceitavam que tinham terminado. Foi difícil o final. A gente espera justiça, né? Porque era alguém conhecido, com certeza, para poder levar ela lá para dentro”, declarou à RIC Record TV.

Segundo informações da família, o corpo de Letícia tinha marcas de espancamento e estava com um cordão preso ao pescoço. “Ela estava asfixiada, eu acho. Todo tempo ela estava ali”, disse Joziane, emocionada.

Joziane ao lado da filha, Letícia - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Joziane ao lado da filha, Letícia - Foto: Reprodução/Redes Sociais

Jovem desapareceu após sair com amigos

Letícia foi com amigos a um bar no bairro Uberaba, na sexta-feira (1º). Ela havia dito que não demoraria a voltar, uma vez que tinha um casamento no sábado, mas esticou a noite à casa de um amigo.

Por volta das 6h30, a mulher acionou um motorista e avisou à mãe que estava voltando para casa. Segundo os dados do aplicativo de transporte, a garota desembarcou em casa, mas a família não a viu mais.

“Ele (o amigo) disse que levantou, foi com ela até o portão e viu que era uma motorista feminina, uma mulher. Daí, ele não se preocupou”, contou Joziane.

No domingo, um vizinho deixava o condomínio quando percebeu que havia sangue na grade próxima à escada. Após uma breve checagem, o corpo de Letícia foi encontrado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos