Jovem é expulso de metrô de NY ao pedir que policiais usem máscara; assista

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Foto: Reprodução/ Redes sociais
Foto: Reprodução/ Redes sociais
  • Proteção é obrigatória no local

  • Jovem foi arrastado para fora da estação

  • Caso chamou a atenção do prefeito da cidade

Após pedir que dois policiais colocassem a máscara dentro de uma estação do metrô de Nova York, Andrew Gilbert, de 27 anos, foi expulso do local. O momento foi gravado por outra passageira que estava na plataforma da 8th Street Station na terça-feira (19), Victoria Hall.

Gilbert conta que estava indo para o trabalho e que o caso ocorreu por volta das 8h45 da manhã, quando ele notou que os dois policiais, um homem e uma mulher não usavam a proteção obrigatória naquele espaço.

No metrô de Nova York, passageiros flagrados sem máscara podem ter que pagar uma multa de US$ 50, o que equivale a aproximadamente R$ 280.

Na primeira tentativa, o grupo sem máscara ignorou o pedido de Gilbert. Quando ele insistiu, lembrando que o uso é obrigatório, um policial respondeu afirmando que não entendia o que ele estava dizendo.

Gilbert não saiu, e uma policial disse que ele estava perturbando, o agarrou e passou a empurrá-lo em direção a uma porta de saída de emergência, acompanhado pelo colega. Ela destravou a porta e Gilbert foi expulso do metrô à força.

O jovem pediu os números dos distintivos dos agentes para realizar uma reclamação formal, mas ele continuou recebendo advertências verbais.

O caso chamou a atenção do prefeito de Nova York, Bill de Blasio, que anunciou que policiais e bombeiros também serão obrigados a tomar vacinas contra a covid-19, junto com outras categorias de funcionários municipais. A vacinação já era obrigatória para professores e profissionais de saúde.

"A obrigação entrará em vigor em 1º de novembro para todas as forças de trabalho da cidade, entre elas a polícia, os bombeiros e os garis", que terão que apresentar um certificado de vacinação para seguir trabalhando, de acordo com um comunicado divulgado pelo município.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos